Alimentação Saudável: Impacto Clevermels

by | Sep 5, 2022 | Lifestyle, Trending

Os flexitarianos já representaram 42% dos consumidores em 2020 e suspeitamos que até já faça parte deste grupo. Veja como a alimentação saudável está a mudar e o seu impacto na sustentabilidade.

Como dizemos no manifesto Clevermeals, nunca a nossa alimentação disse tanto sobre quem somos, sobre o nosso ponto de vista ecológico, ético e até sobre o nosso lifestyle.

Somos pelas pessoas, pelo planeta e pela prosperidade e move-nos o propósito de mudar o mundo, através de um estilo de vida, também alimentar bem mais saudável e de escolhas de consumo mais sustentáveis.

Os consumidores estão a restringir certos produtos de origem animal mesmo os que não seguem uma dieta estritamente vegana ou vegetariana.

Os flexitarianos já correspondem a 42% dos consumidores em todo o mundo em 2020 e procuram reduzir os alimentos de origem animal e diversificar suas dietas com mais opções baseadas em plantas.” (1)

As gerações mais jovens estão cada vez mais à procura de comida opções mais saudáveis ​​e éticas e que associe esses recursos a opções baseadas em plantas.

De acordo com a Euromonitor, 54% da Geração Z evitam carne ou outros produtos de origem animal versus 34% dos baby boomers.” (2)

Sabemos que o consumidor quer saber como comer mais saudável, mas como? Como se divertir? Como melhorar os momentos passados ​​juntos em torno de uma refeição? Onde encontrar produtos crus, bem rotulados e fáceis de cozinhar? Como fugir da junk food?

No entanto, o objetivo de uma alimentação saudável não é tão simples quanto parece. Os alimentos variam muito em nutrientes e energia, o marketing alimentar reforça mitos errados e muitas vezes nossas escolhas ainda são baseadas no sabor e no preço, mais do que na saúde.

“As pessoas precisam de contexto e informação para tomar decisões conscientes e equilibradas em relação à alimentação diária mas a realidade é que muitas pessoas não têm esse conhecimento.” (3)

Sabe mais sobre as novas tribos e as mudanças alimentares estamos a viver e como na Clevermeals está qualificada para promover este impacto positivo.

 

Alimentação Saudável

A verdade é que tudo seria mais fácil se o processo começasse logo quando tivéssemos um ano de vida. Não estamos a exagerar, nem tampouco a sermos dramáticos. 

É exatamente nessa altura que são criados os padrões e hábitos alimentares quanto à alimentação e mesmo no que toca às questões que se relacionam com o sedentarismo. 

Aqui, a família e a sua estrutura desempenham um papel fundamental e pragmático. Se a criança for inserida numa dieta alimentar seja ela de que tipo for, irá incorrer nas mesmas escolhas que os familiares mais diretos fizerem. E isso irá ter repercussões na sua vida, sejam elas positivas ou não. 

Ter uma alimentação saudável ou consumir comida saudável deve ser uma ambição de todos. 

Na Clevermeals acreditamos que nunca é demais reforçar os princípios e regras de uma alimentação saudável, e é nosso compromisso dar-lhe as ferramentas que precisa para adotar uma alimentação saudável, alterar o seu mundo e ajudar a mudar o de todos.

Comecemos pelo princípio! Uma alimentação saudável deve ser completa, variada e equilibrada, proporcionando a energia adequada e o bem estar físico ao longo do dia.

Alimentos ricos em fibra como legumesfrutas, cereais e leguminosas, vitaminas, sais minerais e com baixo teor de gordura devem ser os alimentos base de uma alimentação saudável.

 

Quantas calorias por alimento?

Os hidratos de carbono, proteínas e gorduras são nutrientes que fornecem energia. Esta pode expressar-se em quilocalorias, vulgarmente denominadas de calorias.

Por exemplo, 1 grama de hidratos de carbono ou de proteína fornece cerca de 4 calorias, enquanto que 1 grama de gordura fornece cerca de 9 calorias.

 

Quantas calorias preciso por dia?

Os valores de energia médios aconselhados para adultos saudáveis variam entre as 1800 e as 2500 calorias, dependendo do estilo de vida de cada pessoa, principalmente do gasto calórico em atividade física.

Nas mulheres, os valores médios variam entre as 1500 e 1800 calorias e, nos homens, estes valores podem variar entre 2000 e 2500 calorias.

 

O que devo fazer para perder peso?

Se pretendem perder peso, devem consumir menos energia do que necessitam, tendo especial cuidado na escolha dos alimentos, de modo a satisfazer sempre as necessidades nutricionais.

Planos alimentares muito restritivos, tanto em energia como em diversidade de alimentos, podem estar na origem de carências que debilitam o estado de saúde.

Entender quantas calorias realmente precisamos de aprender a identificar de onde elas vêm é o primeiro passo para atingir um peso saudável. Estas são as recomendações da Direção Geral de Saúde.

 

Tribos Alimentares

Sabemos que o consumidor quer saber como comer mais saudável e que a nossa tribo alimentação faz parte da nossa identidade individual e de grupo porque diz tanto sobre quem somos, sobre o nosso ponto de vista ecológico, ético e até sobre o nosso lifestyle.

No entanto, o objetivo de uma alimentação saudável não é tão simples quanto parece. Os alimentos variam muito em nutrientes e energia, o marketing alimentar reforça mitos errados e muitas vezes nossas escolhas ainda são baseadas no sabor e no preço, mais do que na saúde.

Na busca por uma alimentação saudável, há 5 tribos alimentares que se destacam e conquistam adeptos, e não é à toa, pois apresentam caraterísticas e opções que fazem mesmo a diferença.

 

Vegan

Ser vegan vai muito além daquilo que ingerimos. O estilo de vida vegan assenta, na sua essência, no respeito inequívoco pelos animais e pelo meio ambiente.

Esse é o ponto primordial da vida vegan e de quem a segue e neste tipo de alimentação não são admitidos animais e seus derivados. A dieta vegan exclui o consumo de qualquer produto animal ou de origem animal, assim, como o uso ou compra de qualquer produto que tenha algum ingrediente dessa mesma origem.

Baseia-se no consumo de leguminosas, legumes, vegetais, frutas, fungos e algas, mas também inclui produtos processados como seitan, soja, tofu e outros. Saiba mais sobre o lifestyle vegan.

 

Vegetariana

Quando falamos na tribo Vegetariana, queremos basicamente dizer “sem carne ou peixe”.

Os vegetarianos optam por eliminar toda a carne de sua dieta, geralmente por razões éticas, mas alguns deles, sentem-se confortáveis ​​em manter subprodutos animais, como o leite ou os ovos, derivados de origem animal.

Algumas variações desta tribo incluem os Lacto-Vegetarianos, que adicionam os laticínios e os Ovo-Vegetarianos que adicionam os ovos, ou ainda os Pescatarianos que adicionam o peixe à sua base Vegetariana. Fique a saber tudo a tribo vegetariana com o nosso artigo.

 

Paleo

Este regime alimentar tem tido bastante sucesso recentemente, por dois motivos. Primeiro, porque não precisa de se preocupar com a contagem de calorias ou quantidades de alimentos, e em segundo, porque o resultado da perda de peso e melhoria na saúde pode ser impressionante.

A tribo paleo procura replicar a base alimentar que o homem teria ingerido durante o Paleolítico (aproximadamente 2,5 milhões a 10.000 anos atrás) e que geralmente inclui carnes magras, peixes, frutas, vegetais, nozes e sementes, ou seja, alimentos que podiam ser obtidos através da caça, pesca e recoleção. Leia mais sobre os segredos da tribo paleo.

 

Keto

A tribo keto é conhecida por um regime alimentar muito pobre em hidratos de carbono que devem ser no máximo 20-50 gramas por dia, assim como pelo consumo muito moderado de proteína.

O nome da tribo cetogénica vem do efeito produzido no corpo pela produção de pequenas moléculas chamadas cetonas que são uma fonte alternativa de combustível para o corpo quando o açúcar no sangue (glicose) é diminuto.

A redução na ingestão de hidratos de carbono gera no corpo um estado metabólico chamado cetose, onde a gordura da dieta e do corpo é queimada para gerar energia. Saiba mais sobre a tribo keto.

 

Mediterrânica

A dieta mediterrânica teve a sua origem nos países banhados pelo mar Mediterrâneo. Apresenta variações de acordo com o país ou a região, mas em geral é rica vegetaisfrutas, legumesnozesfeijãocereaisgrãospeixes e gorduras insaturadas, como o azeite.

Tradicionalmente inclui uma baixa ingestão de carne e laticínios. Peixes e aves são mais comuns do que carne vermelha, assim como alimentos à base de plantas e minimamente processados.

Saiba tudo sobre a tribo mediterrânica que  versão tradicional é uma das mais saudáveis do mundo.

Movimento Plant-Based

A filosofia plant-based propõe uma alimentação à base de vegetais e alimentos naturais e reduz ou elimina por completo os produtos de origem animal, assim como os alimentos processados. Desta forma procura seguir uma nutrição saudável que reduz os riscos de saúde e também se suporta em práticas mais sustentáveis.

É um movimento que volta ao princípio clássico de uma alimentação baseada em produtos naturais, como frutas, legumes e vegetais e onde se minimiza a carne, laticínios, ovos e ainda alimentos altamente refinados, como farinha, açúcares e óleos.

Pode ser considerada uma dieta super saudável uma vez que os alimentos não processados destacam-se pelo seu maior valor nutricional e sendo assim, possuem mais antioxidantes e ação anti-inflamatória.

Essencialmente, este é um regime alimentar consciente do impacto da alimentação na nossa saúde e que dá preferência e valorização a todos os alimentos de origem vegetal, que existam em abundância e que mantenham a sua integridade e essência. 

A tribo plant-based baseada em 2 princípios simples:

Alimentos Integrais

Alimentos naturais que não são processados, ou seja ingredientes inteiros, integrais, não refinados ou minimamente refinados, como cereais integrais, vegetais, fruta, leguminosas, sementes, frutos oleaginosos e gorduras saudáveis.

Basicamente falamos naquilo que vem diretamente da terra e que preferencialmente é orgânico/ biológico.

À Base de Plantas

Alimentos que vêm de plantas (origem vegetal) e, portanto, não incluem ingredientes de origem animal, como carne, leite, ovos ou mel.

A Dieta Plant-based pode e deve ser considerada super saudável, uma vez que os alimentos não processados destacam-se pelo seu maior valor nutricional e, sendo assim, possuem mais antioxidantes e ação anti-inflamatória.

 

Benefícios De Uma Alimentação Plant-Based

Uma dieta plant based pode trazer uma série de benefícios, para a saúde e inclusive para o meio ambiente e para a sustentabilidade do globo. 

A produção e o consumo de carne recorrem intensivamente ao uso de água e de outros recursos naturais, como a terra cultivável, que já se encontra desgastada um pouco por todo o mundo e, em muitos dos casos, totalmente esgotada. 

Desta maneira, restringir a ingestão da carne, acaba por ser uma boa forma de diminuir o impacto ambiental. E porquê?

Porque se ingerirmos menos carne de vaca, não irá ser preciso semear o seu alimento, nem desgastar os solos com isso. O ciclo é vicioso e se o quebrarmos, o mundo agradece. 

Tendo como base a alimentação natural, ocorre uma diminuição do consumo de gorduras e de alimentos processados, o que leva à redução da ingestão de calorias, o que contribui, consequentemente, para a perda de peso e/ou a sua manutenção e para a consequente melhoria do seu estado de saúde.

Outros benefícios da Dieta Plant-based são a notória redução do colesterol. Este benefício é outra consequência da redução drástica do consumo de gorduras e do aumento de fibras que ingerimos neste estilo alimentar, contribuindo para o controlo dos índices elevados de colesterol no sangue.

A Dieta Plant-based também promove a hidratação que é outro benefício universal. Apesar de relacionarmos a hidratação com a ingestão direta de líquidos, especialmente de água, vale a pena frisar que os alimentos ao natural como as frutas e legumes, por exemplo, possuem uma grande quantidade de água, que ajuda a garantir o bom funcionamento do seu intestino e do organismo no geral, bem como regulam o equilíbrio do corpo.

Por fim, a nutrição plant-based melhora a imunidade, já que quanto menor for o processamento dos alimentos, maior é a quantidade de antioxidantes presentes, garantindo a proteção contra doenças inflamatórias e melhorando a imunidade. Para saber mais leia o nosso artigo Plant-based.

 

Plant-Based vs Vegan

Esta é uma dúvida clássica! Conheça a diferença entre estas tribos alimentares que apesar de se basearem no consumo de plantas, apresentam desigualdades.

A distinção da dieta Plant-Based vs. Vegan está no fato da dieta vegan ser plant-based, mas a plant-based não ser necessariamente vegan.Passamos a explicar.

O lifestyle plant based  visa melhorar a saúde através da nutrição, que se quer baseada em plantas pelas suas vantagens declaradas cientificamente.

No entanto, não proíbe o consumo de proteína animal. Apesar de recomendar a redução, no limite até zero, do consumo de proteína animal, a sua ênfase e foco estão no consumo de produtos naturaisintegrais e não processados.

Por outro lado, o lifestyle vegan visa a redução do sofrimento animal, pelo que limita o seu consumo direto e/ou derivado.

Como alternativa ou em complemento das plantas, a dieta vegan recorre a alimentos processados ou refinados que, por não serem naturais, integrais e não processados, não se enquadram no lifestyle plant-based.

E aqui estão todas as diferenças elencadas. Porque nem tudo o que parece semelhante, é. Neste mundo da alimentação saudável e das tribos alimentares existem ainda muitos mitos que a Clevermeals procurará sempre desmistificar. Se quiser saber mais sobre o assunto, leia o nosso artigo Plant-based vs Vegan.

 

Vegetariana vs Vegan vs Plant-Based

Em adição à dúvida anterior, ainda respondemos a outra pergunta habitual, comparando as 3 tribos alimentares Vegetariana, Vegan ou Plant-Based.

Como saber as diferenças entre VegetarianaVegan ou Plant-Based? As nuances podem parecer subtis, mas para os membros destas tribos que se transformam em verdadeiros estilos de vida, as diferenças são fundamentais. Visualize as diferenças.

Alimentação Saudável

 

Flexitarianismo

E assim chegamos a um dos temas centrais deste artigo. 

Sabemos que o consumidor quer saber como comer mais saudável, mas como? Sabemos também que as gerações mais jovens estão cada vez mais à procura de comida opções mais saudáveis ​​e éticas e que associe esses recursos a opções baseadas em plantas.

Sabemos que os consumidores em geral estão a restringir certos produtos de origem animal mesmo os que não seguem uma dieta estritamente vegana ou vegetariana.

É este grupo que já representa 42% dos consumidores em 2020 a que chamamos flexitarianos que buscam uma alimentação saudável, com impacto positivo na sua saúde e na sustentabilidade.

 

O termo “flexitarianismo” foi criado em 1990 pela nutricionista norte-americana Dawn Jackson Blatner, autora do livro “The Flexitarian Diet” e baseia-se em três pilares principais para uma boa alimentação: saúde, equilíbrio e sustentabilidade. 

O termo provem ainda da união feliz das palavras “flexível” e “vegetariano” e faz referência a um tipo de alimentação que não é nem 100% vegetariano, nem 100% carnívoro.

É uma combinação entre ambos os mundos e estilos de vida, que se baseia em três pilares relevantes para uma boa alimentação.

E sim, nós, cidadãos responsáveis e conscientes, queremos isso tudo nas nossas vidas e é logico que este estilo de vida só promove coisas boas. 

Ou seja, apesar de se suportar numa base vegetariana, é flexível e permite a ingestão esporádica de alimentos que tenham origem animal, como a carne ou o peixe, tal como a dieta plant-based.

Os flexitarianos, que já são cerca de 42% da população mundial e não é por acaso, privilegiam também o consumo da produção local, o consumo de ingredientes sazonais, a escolha de produtos sustentáveis e a diversidade de alimentos.

Um flexitariano tem por base a alimentação vegetariana, mas depois “dá umas facadinhas” e não sente culpa nisso, porque retira as vantagens necessárias para um estilo saudável. 

Em suma, alguém que adote este estilo alimentar admite que não é necessário eliminar radicalmente o consumo de carne e peixe para se obter os benefícios associados à dieta vegetariana. 

 

Alimentos Flexitarianos

Aprenda a fazer listas antes de ir às compras. Se o fizer, para além de não esquecer nenhum item, terá vantagens no momento de pagar, porque irá poupar.

Para ter sucesso e resultados práticos com a dieta Flexitariana, da sua lista devem constar essencialmente vegetais, idealmente orgânicos/ biológicos, leguminosas, sementes, oleaginosas e tudo quanto seja saudável, saboroso e bastante nutritivo.

Aqui vão escolhas boas e acertadas que poderão vir na sua lista:

Frutas: maçã, mamão, laranja, limão, banana, uva, morango, pêssego, papaia, cerejas, etc.

Vegetais: vegetais nunca são demais. Inclua pimentos, rúcula, brócolos, quiabos, milho, alface, espinafres, couve, beringela, beterraba, ervilhas, etc.

Tubérculos: raízes vegetais como batata, cenoura, nabo, batata doce, beterraba. etc.

Grãos integrais:  grãos, cereais, quinoa, arroz integral, milho, trigo integral, aveia, cevada, etc.

Sementes: sementes de chia, sésamo ou linhaça, etc.

Legumes:  Feijão de qualquer tipo, lentilhas, leguminosas, etc.

Para além destes alimentos, também deve incluir nozes, sementes, abacates, tofu, tempeh, farinhas e pães integrais e leites à base de plantas.

A ideia é o Flexitariano não ter de pensar tanto, nem ser rígido no que diz respeito ao que come. Ao invés de se focar nos pratos de carne que ingere semanalmente, focar-se no número de refeições vegetarianas e alternativas que prepara para si e para a sua família ou amigos, se quiser ter uma tribo flexitariana em casa ou no trabalho. 

 

Regime Flexitariano 3-4-5

Até aqui ainda não tínhamos falado de calorias, mas cá vai, não se assuste.

Dawn Jackson Blatner, autora do livro “The Flexitarian Diet”, propõe-nos um plano de fácil compreensão e adoção usando o regime 3-4-5.

pequeno-almoço equivale a uma ingestão de cerca de 300 calorias, seguido do almoço que não deverá exceder as 400 calorias. Por seu turno, o jantar deverá ter um máximo de 500 calorias. 

Os lanches ou snacks poderão ser acrescentados (não ultrapassar os 2 diários) e deverão ter cerca de 150 calorias cada; 

Contas finais – 1500 calorias diárias ingeridas. Com o Plano Semanal da Clevermeals, nada irá falhar.

No entanto, não se esqueça: estes valores podem oscilar, uma vez que tudo deve ser equacionado mediante o nível de atividade física, a idade, altura, peso e sexo de cada indivíduo, pelo que nunca é demais ter a opinião do seu nutricionista sobre o seu caso particular.

 

Dicas Flexitarianas

Sustentabilidade, equilíbrio e saúde, tudo em doses qb, irão proporcionar-lhe um regime que não vai querer deixar e que promoverá a sua qualidade de vida. 

Diminua as porções ou os dias dedicados ao consumo de carne

Se é um iniciado neste regime, faça 2 dias sem carne por semana (equivalente a um consumo de cerca de 740 gramas de carne vermelha ou branca);

Se, porventura, já está num nível avançado, 3 a 4 dias sem carne por semana são ideais (equivalente a um consumo de cerca de 510 gramas de carne vermelha ou branca).

Por último, se é especialista da Dieta Flexitariana e já a desenvolve há algum tempo, faça 5 dias sem carne por semana (equivalente a um consumo de cerca de 255 gramas de carne vermelha ou branca).

 

Coma mais vegetais sem adição de temperos

Se cozinhar alguns destes alimentos a vapor, como sejam a couve-flor ou os bróculos, a sua textura é macia, não sendo necessário temperar com azeite ou sal. Ser flexitariano é dar preferência aos alimentos naturais e orgânicos/ biológicos e é esse o primeiro passo que deverá dar para ter os efeitos desejados na sua vida.

 

Menos carne vermelha tem vantagens

Poderá consumir, mas poucos dias da semana. Use preferencialmente carne branca ou peixe nas suas refeições e opte, isso sim, por mais refeições alternativas, com a tal “nova carne” .

 

Venha de lá a fruta

Imagine que não é daquelas pessoas que são super fãs de fruta. Se começar por comer pequenas porções ou selecionar as frutas que mais gosta, mesmo que seja repetidas vezes, no fim, irá fazer-lhe bem e irá ajudá-lo no processo digestivo.

 

Muito menos açúcares e doces

Aqui, tem de ser implacável. A Dieta Flexitariana sugere que estes alimentos fiquem longe do seu cardápio diário.  É óbvio que se estiver habituado a comer estes alimentos irá estranhar no início, mas será benéfico à sua saúde. Comece por pequenos gestos, como beber o seu café sem açúcar adicionado e o resto… vem por acréscimo. 

 

Congele refeições de feijão ou grão

Descomplicar é bom quando estamos na cozinha. Por serem de fácil confecção, poderá fazer grandes porções e congelar. Isto torna a sua vida bem mais facilitada, porque da próxima vez, bastará descongelar e aquecer e, em poucos minutos, já tem comida saudável ao seu dispor, para si e para os seus. 

 

Impacto Clevermeals

Na Clevermeals somos pelas pessoas, pelo planeta e pela prosperidade e move-nos o propósito de mudar o mundo, através de um estilo de vida saudável e de escolhas de consumo mais sustentáveis.

Sabemos que o paradigma de desenvolvimento clássico focado apenas no crescimento económico, já não chega.

Precisamos de um conceito mais expansivo, mais maduro e que inclua metas mais qualitativas como o bem estar social e ambiental, cruciais à felicidade humana e à sua sustentabilidade enquanto espécie.

Achamos que devemos celebrar este tempo extraordinário em que vivemos, onde tentamos mudar o paradigma da sociedade de uma forma global, para progredirmos de forma integrada nas três dimensões fundamentais de um desenvolvimento sustentável: pessoasplaneta e prosperidade.

 

Mas Alimentação é Sustentabilidade?

Sim! A alimentação saudável é um elemento importante nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas que convocam governos, empresas e indivíduos a contribuir para uma sociedade justa, igualitária e sustentável.

“A alimentação saudável está no topo da agenda política e social, também porque a produção de alimentos é uma das alavancas mais fortes para a sustentabilidade ambiental.” (3)

Também vemos isso refletido no Green Deal da União Europeia para alcançar um futuro circular e sustentável até 2050. Para os cidadãos europeus, a alimentação é fundamental para o seu modo de vida e garantir um sistema alimentar sustentável é crucial.

Estratégia Farm to Fork oferece aos Estados-Membros da UE uma estrutura política forte e integrada para redesenhar seus sistemas alimentares e repensar o uso dos solos, o papel do gado e fornecer dietas saudáveis ​​e sustentáveis.

 

O que é a Clevermeals?

Somos uma startup #foodtech, ou seja, uma startup que une, literalmente, a alimentação (food) e a tecnologia (tech).

 

Foodtech?

Foodtech é um ecossistema de impacto, formado por empreendedores e startups ligados à alimentação que pretendem inovar a produção, distribuição, marketing e modelos de negócio, abrangendo toda a cadeia de valor, da produção ao consumo.

É um setor emergente que usa a tecnologia para aumentar a eficiência e sustentabilidade desde a produção, à escolha e consumo de alimentos.

 

Qual é contributo da Clevermeals?

Na Clevermeals temos como missão, impactar e capacitar escolhas saudáveis do consumidor. Queremos democratizar o conhecimento e o acesso do consumidor a uma alimentação saudável, positiva e amiga do planeta.

 

Porquê?

Sabemos que o consumidor quer saber como comer mais saudável, mas como? Como se divertir? Como melhorar os momentos passados ​​juntos em torno de uma refeição? Onde encontrar produtos crus, bem rotulados e fáceis de cozinhar? Como fugir da junk food?

No entanto, o objetivo de uma alimentação saudável não é tão simples quanto parece. Os alimentos variam muito em nutrientes e energia, o marketing alimentar reforça mitos errados e muitas vezes nossas escolhas ainda são baseadas no sabor e no preço, mais do que na saúde.

“As pessoas precisam de contexto e informação para tomar decisões conscientes e equilibradas em relação à alimentação diária mas a realidade é que muitas pessoas não têm esse conhecimento.” (3)

Como o fazemos?

Com conteúdos e ferramentas! Os melhores conteúdos de nutrição saudável e as ferramentas digitais que vão simplificar o teu dia a dia e um estilo de vida saudável e positivo.

“Os consumidores querem ter mais controlo da sua alimentação. As marcas alimentares, precisam ajudar os consumidores a tomar decisões confiantes que proteger a sua saúde e a saúde do planeta.” (4)

Cozinhar é uma tarefa diária adicional a realizar e pode tornar-se um fardo mental. Na Clevermeals ajudamos os consumidores a libertarem-se.

Só com conteúdo e tecnologia conseguimos estar sempre presente ao lado do consumir, para apoiar a sua viagem a desde a inspiração e planeamento alimentar, até à lista de compras. 

 

Inovação Social

A Clevermeals recebeu a qualificação de Iniciativa de Inovação e Empreendedorismo Social (IIES), atribuída em exclusivo pela Estrutura de Missão Portugal Inovação Social.

“O projeto é alicerçado numa solução tecnológica multidimensional na sua ação, que visa disponibilizar conteúdos e tecnologias específicos relativos a nutrição, com o intuito de promover hábitos alimentares saudáveis e simplificar o planeamento alimentar das famílias.”

A dinâmica do projeto resulta da sinergia entre 2 vetores: conteúdos e tecnologia, com vista à mudança comportamental das famílias, crianças e jovens de Portugal, que são o seu público-alvo de impacto.

Enquanto solução digital agrega pequenos produtores, pequenos retalhistas e consumidores, promovendo uma articulação direta entre eles com o objetivo de promover cadeias de consumo mais curtas e mais sustentáveis do ponto de vista ambiental e da saúde pública.

A proposta de intervenção apresenta um modelo com inovação na medida em que agrega por via digital, por isso com grande abrangência face às características comportamentais do grupo alvo face à obtenção de informação, conteúdos, planeamento alimentar e decisões de consumo.

Complementarmente, promove negócio e por conseguinte melhoria de condições de vida de criadores de conteúdos, pequenos produtores alimentares e marcas independentes cuja área de negócio esteja relacionada com a temática do projeto.

“A solução proposta tem potencial de promover impactos sociais positivos no grupo social identificado, gerando também impactos positivos laterais (spillovers).”

Resumindo…  

Sabemos que o consumidor quer saber como comer mais saudável, mas como? Como se divertir? Como melhorar os momentos passados ​​juntos em torno de uma refeição? Onde encontrar produtos crus, bem rotulados e fáceis de cozinhar? Como fugir da junk food?

No entanto, o objetivo de uma alimentação saudável não é tão simples quanto parece. Os alimentos variam muito em nutrientes e energia, o marketing alimentar reforça mitos errados e muitas vezes nossas escolhas ainda são baseadas no sabor e no preço, mais do que na saúde.

Na Clevermeals temos como missão, impactar e capacitar escolhas saudáveis do consumidor, queremos democratizar o conhecimento e o acesso do consumidor a uma alimentação saudável, positiva e amiga do planeta.

Sabemos que as pessoas precisam de contexto e informação para tomar decisões conscientes e equilibradas em relação à alimentação diária mas a realidade é que muitas pessoas não têm esse conhecimento. Por isso desenvolvemos conteúdos e ferramentas. Os melhores conteúdos de nutrição saudável e as ferramentas digitais que vão simplificar o teu dia a dia e um estilo de vida saudável e positivo.

Sabemos que os consumidores querem ter mais controlo da sua alimentação e somos o parceiro que ajuda os consumidores a tomar decisões confiantes que proteger a sua saúde e a saúde do planeta.

 

Alimentação Saudável A alimentação saudável faz parte de um desenvolvimento sustentável. Saiba mais sobre o que nos move na Clevermeals lendo o nosso artigo Sustentabilidade: Impacto Clevermeals.

 

💡 Dica  

As ferramentas digitais Clevermeals – Livro De ReceitasPlano Semanal e a Lista de Compras foram desenhadas para organizar a sua alimentação de forma inteligente e sustentável. 

Alimentação Saudável Descubra o nosso Guia de Frutas e Legumes ao Domicilio.

Registe-se e junte-se aos milhares de utilizadores Clevermeals que já poupam tempo e reduzem o desperdício. Vai ver que a sua carteira e o ambiente agradecem!

Funcionalidades Clevermeals

(1) Euromonitor – Going Plant Based, 2020; (2) Euromonitor – Health and Nutrition, 2020; (3) PWC – The Prize of Healthy Food, 2022; (4) Mintel – Global Food and Drinks Trends, 2022

 

 

 

 

Tags: Dicas Natal Fit

Artigos relacionados

Dicas Para Um Natal Sem Stress

Dicas Para Um Natal Sem Stress

Embora o Natal seja conhecido como a época mais maravilhosa do ano, também pode ser stressante. Veja as dicas para um Natal sem stress.

Tâmara

Tâmara

As tâmaras são uma fruta exótica, rica em nutrientes e que pode trazer vários benefícios para a sua saúde. Fique a saber mais na Clevermeals.

Arando

Arando

O arando é uma pequena baga de cor avermelhada com diversas propriedades benéficas para a nossa saúde. Fique a saber mais.