Atividades Extracurriculares: Com o ano letivo à porta, os pais têm algumas decisões a tomar em relação aos seus filhos. Fique a saber mais sobre como pode ocupar o tempo dos seus filhos com atividades extracurriculares.

O regresso à escola esta aí e os pais têm algumas decisões a tomar em relação aos seus filhos. Fique a saber mais sobre como pode ocupar o tempo dos seus filhos com atividades extracurriculares com a Sofia Rodrigues.

Após avaliarem a situação familiar e verificarem os horários de todos, podem escolher como ocupar o tempo dos filhos fora das aulas já habituais. A essa ocupação fora das aulas damos o nome de atividades extracurriculares, como por exemplo  dança, artes marciais, artes plásticas, música, surf, entre outras.

As atividades extracurriculares são um ótimo complemento à educação das crianças e jovens, pois possibilitam momentos de descontração e lazer, aumentam a responsabilidade individual, melhoram o espírito de equipa, motivação e melhoram o relacionamento social.

Com tantas vantagens e implicações diretas no desenvolvimento infantil, considero uma necessidade sim, mas sempre com uma pitada de equilíbrio.

Atividades Extracurriculares

É importante perceber que não é obrigatório que seja a criança a solicitar a ocupação dos seus tempos livres. Cabe aos pais ter um papel mediador nesta escolha e por vezes motivador para que a escolha seja a mais adequada.

A atividade escolhida deve ir ao encontro do gosto da criança ou jovem, das disponibilidade financeira da família e do tempo disponível da mesma.

Os pais devem ter também em consideração a personalidade e  as aptidões do seu filho.

Principais Dúvidas

Atualmente existe uma panóplia de atividades e as dúvidas dos pais aumentam nesta altura do ano. As duas principais questões são:  

  • Qual a melhor idade para iniciar? 
  • Qual é a atividade extracurricular que escolho para o meu filho?   

Não existe uma idade específica para integrar as crianças numa atividade extracurricular.

Se por alguma razão as crianças não tiverem a experiência durante o pré-escolar ou primeiro ciclo, não há razão para  preocupação.

Nunca é tarde para contribuir para o enriquecimento dos seus filhos e por isso quando achar oportuno, certamente será benéfico para todos.

Existem alguns fatores a ter em atenção para que a escolha seja a mais adequada.

A atividade extracurricular deve ser sem dúvida algo prazeroso para a criança ou jovem, pois se não for a escolha deixa de ser uma opção viável.

A ocupação dos tempos livres deve ser um “extra” à atividade letiva diária e não um complemento, de forma a ser motivador e estimulante. 

Como referido anteriormente, a criança deve ser incluída no processo de decisão, sendo importante respeitar os seus interesses.

Por muito que as crianças gostem de uma atividade e queiram efetivamente praticá-la, é comum que possam com o tempo aperceber-se que não é a mais indicada.

Cabe aos pais estarem despertos para estas situações e aperceberem-se dos sinais verbais e não verbais dos seus filhos.

Resumindo…

Fazer algo de que se gosta para sair da rotina é bastante saudável. As atividades de que se fala, são isso mesmo.

Neste artigo, deixo alguns conselhos úteis para os pais darem lerem no momento de escolha das atividades extracurriculares dos seus filhos para preencherem os tempos livres.

Se surgir alguma dúvida sobre como incluir estas atividades de tempos livres na rotina da família, reveja o artigo Rotina familiar.

⚡ Descubra mais atividades para fazer com os seus filhos, leia o nosso artigo Entre Histórias e Fantoches.

⚡ Fique a conhecer a importância dos livros nas crianças, leia o artigo Leitura Infantil.

truques-familia-clevermealsTruques Prá Família é um projeto de Sofia Rodrigues. Enfermeira de profissão, tem percorrido outros caminhos na área da educação, em estreita relação com as crianças e as suas famílias, dentro e fora do contexto clínico. O foco é a educação positiva, saúde escolar e boas práticas que direcionem para os hábitos de vida saudável.