Carnaval Sustentável

by | Fev 16, 2021 | Família, Lifestyle

Carnaval Sustentável: Hoje em dia vivemos a nossa vida preocupados com o trabalho, a casa, o dinheiro, os filhos, os animais de estimação, com a família em geral, tendo o nosso pensamento acelerado e muito ocupado. Normalmente não há tempo, ou não nos permitimos ter esse tempo para sorrir, brincar e fantasiar.

O Carnaval é basicamente uma forma encontrada pela sociedade de esquecer o mundo real e viajar para outro mundo onde reina a imaginação, a criatividade e a fantasia.

Esta, liberta-nos e deixa-nos despreocupados, trazendo a possibilidade de projetarmos o que vai na nossa imaginação, através das cores e das personagens que encarnamos.

Felizmente temos sempre a época do Carnaval, entre outras, como uma festa que nos adoça um pouco a vida!

Sugestões Para Um Carnaval Sustentável

  • Máscaras de pratos de cartão: Com os pratos (cortados ao meio), tesoura e paus de espetada fazem a festa. Podem desenhar com tintas ou canetas de feltro animais, por exemplo.
  • Confettis sustentáveis: Explorando a natureza, caso tenham jardim ou no parque perto de casa, as crianças adoram colher folhas caídas no chão (verdes ou secas). Depois de guardadas, e com a ajuda de um furador de papel, fura-se as folhas para produzir os confettis. É divertido e ensina a cuidar do meio ambiente!
  • Desfile de carnaval: Está na hora das crianças espreitarem os armários dos adultos e vice-versa. Vestir roupas gigantes e chapéus com penas dá sempre outro ar.
  • Espada de jornal: precisam apenas de uma folha de jornal (grande de preferência) e fita cola. Devem enrolar com firmeza toda a folha, de um lado ao outro e prender com a fita cola. De seguida, uma das pontas deve ficar dobrada para fazer de pega.
  • Chefe de cozinha: acessórios não faltam na cozinha e para uma vestimenta a rigor, basta pegar numa t-shirt branca velha, uma caneta de cor escura (para desenhar uma jaqueta) e um lenço vermelho da mãe (para colocar ao pescoço) e voilá!
  • Pulseira com poderes mágicos: os rolos de papel higiênico têm inúmeras funções e uma delas é dar poder às crianças. Devem decorar os rolos com colagens e desenhos e posteriormente usar como pulseira.
  • Tambor de lata: a música tem um grande papel na nossa vida e os mais pequenos sabem disso! Nada como animar toda a família ao som de um tambor. Uma caixa de tampa, por exemplo do chocolate em pó, pode servir de base. Resta acrescentar lã ou atacadores para fazer a fita à volta do pescoço e uma colher de pau.
  • Máquina fotográfica: alguém vai ficar responsável por ser o fotógrafo da festa. Uma caixa de barritas de cereais, por exemplo, é ideal para fazer a estrutura da câmara fotográfica. Para colocar ao pescoço qualquer pedaço de lã ou atacador serve e para a objetiva podem usar tampas de frascos.
  • Lançador de confettis: Reaproveite balões que sobraram da última festa. Devem abrir o fundo do copo com uma tesoura e colocar um balão preso a essa parte do copo. De seguida na parte contrária do copo colocam confettis  que irão ficar dentro do balão. Puxam o balão e lançam os confettis.
  • Fantoches: colheres de pau e alguns tecidos, panos ou toalhas de rosto para dar vida aos seus fantoches.

Como pode ver pelas sugestões, às vezes não é preciso muito tempo, esforço ou investimento para que os mais pequenos fiquem felizes.

Alguns acessórios bastam para as crianças assumirem papéis diferentes e voarem! Se os acessórios forem feitos com a ajuda deles, melhor ainda! Estas sugestões vão ao encontro da animação e diversão familiar para ter um Carnaval Sustentável.

Resumindo…

Se pensarmos bem, esta altura do Carnaval tem uma função positiva e ajuda-nos a vivenciar aspetos que de outra forma dificilmente vivenciávamos. Verá que será uma festa diferente mas bem alegre e os miúdos vão adorar fazer de conta e criar personagens.

Se quiser saber mais mais sobre atividades que pode fazer com as crianças, leia as nossas Recomendações para o Confinamento.

truques-familia-clevermeals

Truques Prá Família é um projeto de Sofia Rodrigues. Enfermeira de profissão, tem percorrido outros caminhos na área da educação, em estreita relação com as crianças e as suas famílias, dentro e fora do contexto clínico. O foco é a educação positiva, saúde escolar e boas práticas que direcionem para os hábitos de vida saudável.