#testemunho: Simpática, enfermeira de profissão, a Carolina Reis é a autora do projeto @_carolina.reis 😊

⁠Conhece a Carolina e o seu lifestyle saudável.

Qual é a tribo alimentar com que mais te identificas?

Não sei se me posso incluir em alguma tribo… Nunca fui pessoa de simplesmente seguir tribos e padrões impostos por tal. Sei que me identifico com Equilíbrio, Bem-Estar, Ciência. Porquê estes três? Porque sendo profissional de saúde, tenho que me aproximar do que a evidência científica nos vai dizendo, no entanto, também tenho que saber que a Ciência vai mudando e que é preciso muito estudo para que possamos realmente afirmar algo e por isso há que existir um equilíbrio. Para além disso, em termos alimentares é exatamente nisso que eu acredito! Não existe nenhum alimento ou grupo alimentar que realmente eu excluo ou restrinjo – a não ser que à partida me cause mau estar (e aqui entra o Bem-Estar), mas sei que posso incluir de tudo, em quantidades e contextos diferentes.

O que é que mais te inspira no lifestyle saudável?

Hoje em dia a palavra Saudável tem vindo a sofrer muitas mudanças e cada vez mais “vale o que vale”, porque o que é saudável para uns, para outros não o é. Mas vendo de uma perspetiva holística, um lifestyle saudável é algo que promova bem-estar físicos, psicológico, social, ambiental… E transpondo isso para “lifestyle saudável”, acredito que o que me inspira é saber que Eu (todos nós) tenho a responsabilidade de proteger a minha saúde e promover um envelhecimento saudável e criar um ambiente propício em meu redor, o que passa por ter hábito de me exercitar, de fazer por ter uma alimentação maioritariamente com alimentos pouco processados, dar importância ao sono, evitar hábitos que sabemos ter algum tipo de efeito negativo a longo prazo (fumar, álcool), encontrar estratégias para lidar com o stress e (se possível) evitar o mesmo, tentar não cair na teia de ser “restritiva” com algum aspeto alimentar que muitas vezes é muito fácil com toda a ideia “saudável” que se vai criando em volta do lifestyle saudável!

Quais foram os principais desafios na adoção de um lifestyle saudável?

Os principais desafios, para mim, foi perceber que realmente é possível comer de tudo um pouco. Também quando era mais jovem tinha uma ideia muito diferente do que era necessário para ser saudável. Depois, acredito que um desafio muito comum em todas as mulheres é saberem que é possível irem melhorando alguns aspetos corporais, mas não esquecendo que o Corpo não é tudo, nem que é saudável fazer um “culto” ao corpo fit, que podemos ser saudáveis sem termos que ter a “barriga chapada” para o verão e que efetivamente estarmos saudáveis não tem “peso” ideal e que na verdade o peso é só um dos fatores menos importantes. O único pró dos desafios é mesmo conseguir superá-los e modificar a nossa perceção (se for para melhor!)

O que recomendarias a quem quer começar um lifestyle saudável?

Recomendo a que haja uma atitude pragmática e de não acreditar em tudo o que se vê e lê. Acho que uma das grandes problemáticas é que muitas vezes acreditamos no que alguém que até admiramos (seja por ter um corpo fit, etc) e queremos replicar e esquecemo-nos da individualidade – porque todos somos diferentes, temos necessidades, gostos, aspetos diferentes – e porque nem tudo o que vemos é verdade e muitas vezes é o que nos querem mostrar! E claro, procurar um profissional que possa ajudar a dar orientações!

O que mudou em ti por causa do lifestyle saudável?

Não posso propriamente dizer que houve uma mudança física super exacerbada. Mudou certamente o conhecimento! Penso que a maior mudança foi poder estar tranquila com o que como, saber que posso desfrutar de tudo um pouco pelo que não há época que me cause ansiedade (ex: épocas festivas, férias…) porque ganhei conhecimento para saber ser responsável pelas minhas ações em termos de saúde

Na Clevermeals acreditamos que nunca houve um momento em que o que comemos dissesse tanto sobre quem somos, sobre o nosso ponto de vista ecológico, ético e até sobre o nosso lifestyle.

É importante, claro! Até porque faz parte de uma perspetiva política de saúde. A mudança para uma alimentação que seja inclusiva e adequada para nós enquanto Humanos e que possa respeitar o ambiente será algo lento, até porque em diferentes partes do mundo encontramos perspetiva e preocupações ambientais completamente diferentes. Se todos fizermos um pouco, já é uma grande mudança!

O que inspira a tua vida? O que inspirou o projeto Equipa com Sentido?

Poder ajudar pessoas! Foi e é sempre o nosso propósito!

Quais são as 3 coisas que não podem faltar na tua vida?

Fruta fresca, sabe-me mesmo bem seja de inverno ou verão! Exercício físico: poder mexer-me! Por mais que às vezes saiba bem descansar 8e é importante), sinto mesmo que se parar demasiados dias (para o que estou habituada), sinto o corpo muito mais mole, com mais dores articulares.. e um chocolate ou fatia de bolo, de vez em quando.

Se o Planeta pudesse falar, o que nos diria?

Provavelmente, que o Ser Humano não está a saber lidar com a abundância… Estamos cada vez mais a ser tendencialmente mais sedentários e ao mesmo tempo, a comer mais e a criar mais alimentos processados super variáveis.

Como devemos descrever a Carolina?

Enfermeira e entrei mais tarde para o mestrado de Nutrição Clínica na FMUL. Trabalho a tempo inteiro com a nossa Equipa Com Sentido, onde temos vários nutricionistas e abordamos diferentes áreas e aspetos de saúde. Para além disso, a par com o nutricionista Hugo Amaro (co-fundador da Equipa), fazemos workshops primeiramente presenciais e agora online.

Discover Healthy. Get Clever!