Dieta Keto

by | Jul 25, 2022 | Lifestyle, Top

Dieta Keto é o tema do artigo que lhe trazemos hoje. Fique a conhecer mais sobre a Dieta Cetogénica, dicas para manter o regime, alimentos permitidos e proibidos e algumas opções de cardápio deliciosas e rápidas de preparar, perfeitas para o seu dia-a-dia.

Com toda a certeza que já ouviu falar na Dieta Keto ou Cetogénica, mas muitas dúvidas deverão permanecer por não ser uma dieta amplamente divulgada no nosso país.

A Clevermeals está cá para o ajudar e apresentar-lhe mais uma opção que poderá trazer vantagens ao seu corpo. Mas sempre de uma forma vigiada e tendo em atenção os riscos. 

Essencialmente e de uma maneira sintética, a Dieta Keto caracteriza-se pela eliminação de quase todos os ingredientes ricos em hidratos de carbono, presentes maioritariamente em alimentos como o pão, batatas, doces ou arroz.

A par disto, aumenta-se o consumo das chamadas gorduras boas e a quantidade de ingestão de proteína também é decisiva neste tipo de alimentação. A tribo Keto segue este tipo de lifestyle essencialmente para a perda de peso. 

Teve origem nos Estados Unidos da América e muitos foram os famosos do costume que não lhe resistiram e que começaram a adotar a Dieta Keto e a espalhar os seus atributos. 

Se para si, neste momento, é determinante a perda de peso, a Dieta Keto é uma excelente solução, porque o nosso organismo passa a utilizar a própria gordura como energia, ao invés de a ir buscar aos hidratos de carbono, agora eliminados da alimentação. Mas veja se será o processo ideal e como deve fazê-lo. 

A dieta Keto é muito pobre em hidratos de carbono e, proporcionalmente, mais rica em gordura.

A redução forte de hidratos de carbono (20-50 gr/dia) e o consumo moderado de proteína, permite aumentar a ingestão de gorduras.

A redução na ingestão de hidratos de carbono gera no corpo um estado metabólico chamado cetose, onde a gordura da dieta e do corpo é queimada para gerar energia.

 

O Que É A Dieta Keto Ou Cetogénica?

Surge por volta dos anos 20 do séc. passado como tratamento para uma doença aparentemente pouco relacionada com estes hábitos alimentares – a epilepsia, mas que ainda hoje tem por recomendação o recurso à Dieta Keto, especialmente para aqueles que não têm as suas crises controladas pela medicação.

Mas há quem diga que já existiam referências a esta dieta na Bíblia, o que lhe dá um sentido milenar. 

Anos mais tarde, acaba por construir uma onda de verdadeiros entusiastas e acérrimos fãs, dado o seu poder na perda de peso, isto já na década de 60 e chega até aos nossos dias, porque é “ressuscitada” e muito considerada por alguns americanos famosos que lhe dão novo alento e dinâmica. 

Se pensa em investir nessa perda de peso, por aqui aconselhamos que não avance para a Dieta Keto, sem a consulta e avaliação de um médico especialista ou nutricionista.

Vai ouvir isto diversas vezes ao longo deste artigo, pela verdadeira importância que tem efetivamente. Isto porque se pensarmos um pouco, são obvias as perdas de peso se fizermos diminuir o apetite através da produção de cetonas. 

Vamos à explicação: se não ingerirmos hidratos de carbono, temos de ir buscar a energia a qualquer lado (assim manda o nosso corpo), nomeadamente às nossas reservas de gordura que estão no coração, cérebro e no tecido muscular e que o nosso organismo usará para se sustentar.

Contudo, este tipo de Dieta Keto ou Cetogénica (vem das tais cetonas de que irá ouvir falar) traz alguns efeitos colaterais que teremos de ter em atenção. 

Não aposte na máxima: “Eu consigo, por minha conta e risco.” Não vá por esse caminho, porque é a sua saúde que poderá sofrer as consequências. Especialistas inferem que esta dieta poderá ser usada, mas idealmente a curto-médio prazo e nem todos, como veremos mais adiante, poderemos adotá-la. 

Sinteticamente, se cortarmos por completo os hidratos de carbono, o nosso organismo irá “queimar” as gorduras acumuladas, usando-as como fonte de energia.

Como não existe a glicose (hidratos), temos de ir buscar “combustível” a qualquer lado e a fonte será a gordura, que será o ingrediente mais ingerido neste tipo de dieta. 

Para além do “ataque” à gordura corporal, neste processo dá-se ainda origem aos corpos cetónicos, moléculas que interferem nas hormonas que estimulam o apetite, nomeadamente uma que se designa grelina, produzida principalmente pelo estômago e intestino, que é responsável por estimular a sensação de fome quando o estômago se encontra vazio.

Estes corpos cetónicos são o grande trunfo da Dieta Keto e do aparecimento de resultados rápidos e eficazes quanto à perda de peso ambicionada.

Normalmente, uma pessoa ingere diariamente 200g de hidratos de carbono.

Com a Dieta Keto e para entendermos bem a diferença, o consumo não irá exceder os 50g/ dia. 

 

Como Fazer A Dieta Cetogénica?

Quando mudamos as nossas rotinas, o foco é sempre importante. Se é aquele determinado objetivo que pretendemos atingir, teremos de lidar com alguns obstáculos e não podemos desistir logo à primeira. 

Imagine-se na primeira semana de dieta: havendo falta de hidratos (logo tudo o que é glicose não entra ou entra em baixas quantidades na nossa dieta), o seu cérebro está ainda formatado e faltar-lhe-ão os açúcares e a capacidade para lidar com essa ausência.

Como consequência e porque o nosso corpo é feito de hábitos, sentirá oscilações no seu humor, poderá sentir algum cansaço diferente em si ou mesmo fraqueza generalizada.

Mas, assim que o seu corpo entender o novo caminho a seguir, acostuma-se com esta nova forma de utilizar e fabricar a energia e o processo já corre de uma maneira mais orgânica. 

Reforçamos ainda que não devemos avançar com a Dieta Keto ou Cetogénica, sem falarmos com especialistas profissionais que nos ajudem quanto às nossas necessidades, não só de perda de peso, como também de energia.

Na avaliação e plano que irão fazer, terão em conta a nossa idade, estrutura e nível de aptidão físico, ou seja, se praticamos mais ou menos desporto.  

Ser-lhe-á desenhado um plano alimentar, com o número de calorias diárias contemplado, bem como o número de refeições que terá de respeitar.

Feita será também a sugestão de refeições e aí deparar-se-á com a presença de carnes, peixes gordos, derivados – exceto leite animal, verdes e gorduras. 

Como também já mencionámos, esta não é uma dieta ou regime alimentar de longa duração e que deverá permanecer ad eternum na sua vida, pelo que, em média, a recomendação é que deverá ter uma duração mínima entre as 2 e 3 semanas e máxima que vai até aos 6 meses, consoante o seu perfil.

Também sabemos que, no que toca à perda daqueles quilos em excesso, muitas das vezes, não olhamos a meios, para atingir os nossos fins.

Contudo, reforçamos que a avaliação por profissionais terá de ser feita e não poderá ser um passo excluído da sua jornada.   

 

Truques Que Ajudam A Manter  A Dieta Com Sucesso

Já falámos em empenho, determinação e força de vontade.

Deixamos-lhe mais umas dicas que poderão ajudá-lo num cumprimento da Dieta Keto. Venha descobri-las:

  • Beber água nunca é demais – ajuda a manter o seu estômago e organismo plenos, estará hidratada e evita a vontade de se atirar aos snacks e, logo, comerá menos;
  • Crie uma rotina vencedora de sono – dormir bem é das melhores coisas que pode fazer, porque o repouso é fulcral para que funcione bem e a regulação dos ciclos normais de produção de hormonas decisiva para o bem-estar de qualquer individuo. Tudo isto irá ajudá-lo na diminuição da ansiedade e do stress acumulados;
  • Faça tabelas e registos calóricos daquilo que ingere – o controlo e método são essenciais para poder vir a ter continuidade na adoção da Dieta Keto. 

 

Para Quem Não É Recomendada A Dieta Keto?

Existem algumas contraindicações a respeito da Dieta Keto, como já fomos percebendo.

Desta forma, atente para quem não é recomendado este tipo de regime e se se inclui nalguma destas situações:

– Se estiver grávida – pense sim em cuidar da sua saúde, em possuir todos os nutrientes necessários para o processo de desenvolvimento da vida que agora carrega no seu ventre.

Não são recomendados quaisquer regimes para emagrecimento nesta fase, porque a gravidez não é uma fase de experiências com o corpo.

Por si só, a gestação é sim uma prova de fogo ao organismo da mulher e não precisa de mais testes ou dietas.

O que terá de ter em conta sim é ingerir alimentos saudáveis, fazer os exames ginecológicos e fetais necessários e cuidar da sua saúde e do seu bebé. Manter-se ativa também importa nesta fase, porque gravidez não é doença.

Na altura da amamentação, também não é aconselhável fazer a Dieta Keto, porque pode prejudicar a produção do leite materno. Deixe os regimes para outras ocasiões;

– Se estiver ainda em fase de crescimento – quando nos encontramos na pré-adolescência ou na adolescência, o nosso corpo precisa de bastantes nutrientes para que os processos de desenvolvimento decorram dentro da normalidade.

Nestes casos, uma Dieta Cetogénica poderá interferir neste processo, reduzindo desnecessariamente a sua taxa de crescimento e não é isso que se pretende.

Recordar apenas que na infância e como já referimos, existem situações e por razões médicas, nomeadamente se foram doentes com epilepsia que deverão recorrer a este tipo de dieta, mas falamos aqui em casos concretos e fruto de um problema de saúde específico e vigiado clinicamente;

– Se for um atleta de alta competição e se tiver provas decisivas em breve – é verdade que existem ganhos físicos se seguir a Dieta Keto.

Contudo, isso não irá acontecer de hoje para amanhã. Como já falámos, no início, o seu corpo irá mesmo sentir-se estranho, até à adaptação à dieta surgir, sentindo-se apático e fraco.

E esse processo pode demorar algumas semanas. Basicamente, o que acontece com o seu corpo é ainda uma dificuldade em gerar energia a partir das gorduras.

Decididamente e se está à procura de resultados de exceção em poucos dias, este não é o momento para começar a Dieta Keto.

Por outro lado, se estiver em treinos e em preparação para campeonatos ou provas decisivas, mas com bastante tempo para se adaptar a este tipo de alimentação, a Dieta Keto poderá ser o caminho para a obtenção de ganhos físicos substanciais e, logo, neste caso concreto, de um melhor rendimento físico;

– Se apresentar alterações cardiovasculares e tiver tido doenças, como Acidentes Vasculares Cerebrais – tudo o que mexa em demasia com o seu organismo deverá ser calculado ao milímetro nestes casos, ainda para mais se apresentar um histórico com doenças do foro cardíaco ou circulatório.

Não corra riscos desnecessários;

– Se tiver diabetes Tipo 1 ou Diabetes Tipo 2 descontrolados – estudado já se encontra que pessoas com obesidade ou que sejam diabéticas, com a Dieta Keto ou Cetogénica irão melhorar o controlo glicémico em maior grau do que uma dieta de baixo valor calórico.

Contudo, é recomendado que os diabéticos, ao longo do cumprimento da Dieta Keto, mantenham vigilância médica ou especializada para evitar descidas bastante elevadas dos níveis de açúcar no sangue.

Importante mencionar que a medicação prescrita para as questões da diabetes não poderá nunca ser alterada por autorrecriação aquando da Dieta Keto, daí a importância de manter alerta e acompanhamento médico;

– Se não tiver vesícula biliar – Certo é que o seu fígado ainda produz bílis, mas este suco gástrico é mais fluido e terá mais dificuldade em lidar com as grandes quantidades de gordura presentes no seu organismo.

Aqui e se é uma pessoa que já removeu a vesicula, poderá ainda fazer a Dieta Keto, mas opte por gorduras de cadeias mais curtas.

O que significa isto? Que terá de incluir na sua alimentação óleos mais fáceis de digerir, como seja, a título de exemplo, o óleo de coco;

– Se tem ou sofreu de distúrbios ou compulsões alimentares – se isso lhe aconteceu, não faça esta dieta por ser muito restritiva e eliminar grupos inteiros de alimentos da sua dieta. Importa referir uma vez mais, que todos os alimentos são seguros e podem encaixar-se numa alimentação de referência. 

 

Por Último:

– Se tiver, ao longo da sua vida, um histórico de pedras nos rins ou outros problemas que afetem o sistema renal – Uma vez mais, recordamos que não é por isso que não poderá adotar este regime da Dieta Keto de uma forma transitória, dado que o mesmo está desenhado para obter resultados rápidos. 

Ainda assim, se tem histórico de cálculos renais, bem como alguns membros diretos da sua família, deverá incluir citrato de potássio na sua dieta, presente, por exemplo, no sumo de limão.

Agora no verão, uma bebida de água aromatizada calha sempre bem. Deixamos-lhe a receita: duas colheres de sopa de sumo de limão, um pouco de água das pedras e um toque de classe final, uma pitada de sal.

Refrescante e suficiente para os níveis de potássio aumentarem, tão necessários para quem tem este histórico familiar ou apresente esta condição. Poderá ainda ingerir alimentos com folhas verdes ou abacate (igualmente fontes de potássio).

Estes pequenos gestos serão significativos na hora de impedir qualquer crise renal. 

Mais uma dica Clevermeals: não se esqueça de ingerir bastante água. É o melhor líquido para o nosso organismo, é saciante e poderá “enganar” o seu estômago e ajuda os seus rins, promovendo o seu bom funcionamento. 

Não se esqueça, a maioria destes casos que lhe reportamos acima, não sugerem impedimentos ou proibições para não avançar com a Dieta Keto.

Existem sempre alternativas, soluções e avaliações médicas. Recordamos sempre que esta é uma Dieta que não poderá ser permanente, mas sim um caminho para ajudar no tal objetivo final: a perda de peso.

 

Quais São Os Prós E Os Contras? 

Comecemos pelos benefícios: o objetivo do keto é entrar num estado metabólico onde o corpo queima mais ácidos gordos, em vez de glicose para energia, produzindo cetonas que ajudam a perder peso rapidamente e a ficar com o tal corpo ambicionado em relativamente pouco tempo. Lição estudada e aprendida com sucesso. 

Assim, o açúcar no sangue é uma das primeiras preocupações para quem sofre de diabetes na hora de pensar em começar uma dieta deste género.

Afinal, alterar a quantidade de açúcares no corpo pode afetar os níveis de insulina, que podem ter alguns efeitos colaterais.

No entanto, quando corta, quase radicalmente, com os hidratos de carbono na sua alimentação, o corpo não precisa de tanta insulina. Isto pode trazer vantagem para os que sofrem com esta doença por dar mais controlo sobre os níveis e necessidades de insulina.

Vamos agora às desvantagens e note que estas deverão pesar bastante, aquando do processo de decisão de adotar esta dieta.

Considere que fazendo este tipo de alimentação, os seus níveis de colesterol irão subir.

Sabemos que a Dieta Keto incentiva o consumo de gorduras boas, mas nem sempre estas são tão fáceis de encontrar e estão à nossa disposição no imediato, havendo uma substituição quase natural por carnes gordas ou manteigas.

Em resultado, os seus níveis de colesterol subirão, logo deverá fazer análises periodicamente.

Outros dos aspetos a considerar é que consumimos poucos hidratos e logo podemos sentir falta de glicose.

Quando isso acontece, o corpo abastece-se de proteínas dos músculos para se manter ativo e todo este processo poderá conduzir, em casos extremos, a problemas sérios, estando em causa mesmo o bom funcionamento de órgãos vitais, como o fígado ou os rins. 

Por último, certas são as promessas de diminuição do apetite, mas estas não vêm desacompanhadas de riscos.

Quando se dá a cetose, que em casos extremos pode causar uma condição chamada cetoacidose, acumulam-se cetonas no sangue e daí decorre o aumento da acidez sanguínea.

A causa mais eminente é a desidratação do corpo, que pode mesmo levar a estados sérios de coma ou à morte. 

Contudo, não o queremos assustar e mantemos firmes que é sim uma alimentação a considerar transitoriamente e sempre com acompanhamento devido, responsável e profissional, de médicos e nutricionistas especializados. 

 

A Dieta Cetogénica É Segura?

Aqui vamos ser bastante sintéticos e analíticos.

Depois de verificar todos os prós e contras, há segurança na obtenção de resultados, mas há também a necessidade de todo o processo ser acompanhado.

Sabemos que muitas das vezes, prescindimos desse passo porque achamos que somos capazes de fazer tudo sozinhos.

Contudo, não podemos brincar ou fazer malabarismos com a nossa saúde, sendo necessário e imperativo o acompanhamento médico, seguir à risca as recomendações daí advindas e fazer regularmente check-ups, onde se incluam análises sanguíneas e outros exames complementares.

Eficácia garantida, mas o resto depende da procura da ajuda necessária para não colocarmos o nosso bem mais precioso em causa – a nossa saúde. 

 

Vamos Perder Peso Com A Dieta Keto!

Não irá ser um processo de todo saudável, como outros regimes e como já constatámos.

Contudo, os resultados demonstram eficácia na perda de peso rápida. De qualquer forma, sendo este um regime transitório, logo que sejam perdidos os kilos dos quais pretende livrar-se, deverá fazer uma reeducação alimentar, com um acompanhamento nutricional à medida das suas necessidades e que promova uma alimentação mais saudável.

Isto porquê? Porque está comprovado que é difícil mantermos estes hábitos alimentares e que o que irá acontecer é que a Dieta Keto poderá favorecer oscilações ao longo do tempo.

Portanto e em suma – objetivos alcançados, vamos agora adotar um regime saudável, pleno e equilibrado que nos dê saúde, vitalidade e que aliado à prática de modalidades desportivas, nos faça manter a boa forma no tempo.

Reforçamos que esta é uma Dieta para perda de peso, mas que não é considerado um regime que promova um estilo de vida saudável, daí a importância de o assumirmos enquanto transitório ou passageiro.

 

Keto

Na dieta cetogênica, o corpo muda o fornecimento de combustível para funcionar principalmente com gordura, queimando gordura 24 horas do dia.

Quando os níveis de insulina caem muito, a queima de gordura pode aumentar dramaticamente, pelo que se torna ainda mais fácil aceder ao seus depósitos de gordura corporal para usá-los como energia.

Isto são boas noticias para quem quer perder peso, sem ter de passar fome e garantir um fornecimento constante de energia, ao contrário dos picos e vales de açúcar que tipicamente ocorrem ao comer refeições ricas em hidratos de carbono.

Quando o corpo produz cetonas, entra em um estado metabólico chamado cetose, cuja maneira mais rápida de chegar é via jejum, o que impossível manter consistentemente.

 

Como Fazer A Dieta Cetogénica

Agora que já conhece o que é a dieta keto, veja o que deve incluir na sua alimentação.

Fique a saber como fazer a dieta cetogénica, baseando a maioria das suas refeições nestes alimentos.

 

Quais Os Alimentos Permitidos E Proibidos Na Dieta Keto?

Uma coisa que os seguidores desta Dieta fazem, é analisar ao detalhe as informações nutricionais dos produtos que encontram nas prateleiras dos supermercados.

O olho clínico terá de apontar para os hidratos de carbono e as quantidades presentes nesses produtos, para que não sejam excedidas as quantidades diárias estipuladas. 

Importa fazer menção dos produtos-chave para a Dieta Kieto e por oposição, quais os que são proibidos. Atente nos seguintes esquemas. 

O que poderá comer?

Carne: Carne vermelha, bife, presunto, salsichas, bacon, frango e peru.

Peixes gordos: como salmão, truta, atum e cavala.

Ovos: procure ovos pasteurizados ou inteiros com ômega-3.

Manteiga e natas: de preferência orgânicos.

Queijo: Queijo não processado, tipo cheddar, cabra, creme, azul ou mozzarella.

Nozes e sementes: amêndoas, nozes, sementes de linhaça, sementes de abóbora, sementes de chia, etc.

Óleos saudáveis: azeite extra virgem, óleo de coco e óleo de abacate.

Abacates: abacates inteiros ou guacamole feito no momento.

Vegetais com baixo teor de carboidratos: a maioria dos vegetais verdes, tomates, cebolas, pimentos, etc.

Condimentos: pode usar sal, pimenta e abusar de várias ervas e especiarias saudáveis.

 

Alimentos Proibidos Na Dieta Keto

Agora que já sabe quais os elementos a incluir nesta tribo alimentar, fique a conhecer quais os alimentos a evitar.

Alimentos açucarados: refrigerantes, sumos de fruta, smoothies, gelados e doces em geral.

Grãos ou amidos: produtos à base de trigo, arroz, massas, cereais, etc.

Frutas: todas as frutas, exceto pequenas porções de frutas vermelhas como morangos.

Feijão ou leguminosa: ervilha, feijão, lentilhas, grão, etc.

Vegetais de raiz e tubérculos: Batata, batata-doce, cenoura, pastinaga, etc.

Produtos dietéticos ou com baixo teor de gordura: são altamente processados ​​e geralmente ricos em hidratos de carbono.

Condimentos ou molhos: geralmente fortes em açúcar e gorduras prejudiciais à saúde.

Gorduras prejudiciais à saúde: limite a ingestão de óleos vegetais processados, maionese, etc.

Álcool: muitas bebidas alcoólicas param o estado de cetose devido ao seu teor de hidratos de carbono.

Alimentos dietéticos sem açúcar: geralmente altamente processados e ricos em adoçantes que podem afetar os níveis de cetonas.

 

 

Dieta Keto e Jejum Intermitente

Normalmente, antes da chegada do Verão, queremos os corpos tonificados e livrarmo-nos finalmente daquele “pneu”, daquelas coxas com pele “casca de laranja” e queremos ser o mais fit possível, para nos sentirmos bem naquele fato de banho ou bikini.

Obvio, que pensamos logo em fórmulas milagrosas para obtermos os melhores resultados. E o que poderá a Clevermeals dizer-vos?

É que não existem dietas miraculosas. Poderá sim desenvolver um plano ou dieta específicas, mas terá sempre de aliar a tudo isto, o exercício físico, imprescindível para atingir resultados mais impactantes. 

Para além disso, poderá ainda combinar dietas ou formas de trabalhar a alimentação que se tornem proveitosas para os resultados que pretende atingir.

Desta forma, sim, a Dieta Keto e o Jejum Intermitente poderão ser um excelente mix. Senão vejamos: por um lado, a Dieta Keto limita a ingestão, como já lemos, de hidratos de carbono e maximiza o consumo de gorduras.

Assim, trava-se a produção da glicose, obrigando o organismo a ir à procura de outra fonte energética, ou seja, por aqui irá combater as gorduras e logo gerando resultados de perda de peso bastante eficazes.

Se a isto juntarmos o Jejum Intermitente, a junção parece-nos top e porquê? Porque neste regime, a pessoa pode comer entre as 10h e as 18h.

Durante o resto do tempo (sendo que em grande parte dele, estaremos em repouso a dormir), não poderão ser ingeridos alimentos, à exceção da necessária hidratação, com água ou outras bebidas não calóricas, como chás ou infusões. 

Se está focada e se já sabe, por um especialista, que poderá ser este o caminho, comece amanhã mesmo a Dieta Keto e se combinada com o Jejum Intermitente, ainda mais vantagens certamente terá. 

 

Benefícios e Problemas Da Dieta Keto

O objetivo do keto é entrar no estado cetose, que é um estado metabólico onde o corpo queima mais ácidos gordos em vez de glicose para energia, produzindo cetonas que ajudam a perder peso rapidamente.

O açúcar no sangue é uma das primeiras preocupações para quem sofre de diabetes na hora de pensar em começar uma dieta.

Afinal, alterar a quantidade de açúcares no corpo pode afetar os níveis de insulina, que podem ter alguns efeitos colaterais.

No entanto, quando corta com os hidratos de carbono na sua alimentação, o corpo não precisa de tanta insulina. Isto pode ser benéfico para os os que sofrem com esta doença por dar mais controlo sobre os níveis e necessidades de insulina.

 

Dicas Para Uma Dieta Cetogénica 

O objetivo do keto é entrar no estado cetose, que é um estado metabólico onde o corpo queima mais ácidos gordos em vez de glicose para energia, produzindo cetonas que ajudam a perder peso rapidamente.

O açúcar no sangue é uma das primeiras preocupações para quem sofre de diabetes na hora de pensar em começar uma dieta.

Afinal, alterar a quantidade de açúcares no corpo pode afetar os níveis de insulina, que podem ter alguns efeitos colaterais.

No entanto, quando corta com os hidratos de carbono na sua alimentação, o corpo não precisa de tanta insulina.

Isto pode ser benéfico para os os que sofrem com esta doença por dar mais controlo sobre os níveis e necessidades de insulina.

 

Truques Que Ajudam A Manter A Dieta

A Dieta keto consiste na redução drástica de hidratos na alimentação. Para compensar esta redução, devemos ter um grande aumento no consumo de gorduras boas, representada por alimentos como o abacate, coco, sementes, azeite, bacon e oleaginosas como amendoim, castanhas, nozes e amêndoas.⁣

Além disso, quantidade de proteína também deve aumentar até constituir cerca de 30% da alimentação, sendo necessário comer carne, frango ou peixe ao almoço e ao jantar- Também devemos e incluir ovos e queijos aos lanches.⁣

Um dos truques que ajudam a manter a dieta keto é concentrar-se nos alimentos permitidos.

Outros dos truques é compor o seu prato, variando com vegetais, proteínas e gorduras.⁣

Ingerir bastante gordura e proteína dá-nos sensação de saciedade, além de diminuir os níveis insulina, usando a gordura do seu corpo como combustível.⁣

Por fim, coma somente quando sentir fome. Se puder, alie o jejum intermitente para regular a fome e a glicemia, além de acelerar a indução do estado de cetose.⁣

 

Sugestões de Receitas da Dieta Cetogénica

Porque gostamos sempre de deixar a nossa marca na sua alimentação, uma vez mais partilhamos consigo algumas receitas presentes na nossa página Clevermeals e que poderão constituir excelentes soluções para o seu quotidiano.

Aceite as propostas, experimente e partilhe nas suas redes sociais os resultados, marcando sempre a Clevermeals. 

 

Panquecas Keto de Queijo Creme 

Panquecas Keto

Fofas e deliciosas estas Panquecas Keto de Queijo Creme são tão boas que nunca mais vai querer uma panqueca normal.

Esta receita tem tudo o que se espera de umas panquecas! Experimente para um pequeno almoço rápido, os miúdos vão adorar!

 

Lasanha Keto de Espinafres

lasanha-keto-espinafres-clevermeals-800-600

Esta frigideira de Lasanha Keto de Espinafres tem tudo o que adora numa lasanha sem nenhum trabalho! Pronta em 30 minutos e com apenas 5 hidratos de carbono líquidos por porção, é portanto uma receita de baixo teor de hidratos de carbono que deve experimentar!

 

Bolinhos Keto de Courgete e Queijo

Bolinhos Keto

Um snack salgado para a proposta de lanche de hoje. Prepare esta receita de Bolinhos Keto de Courgete e Queijo , é rápida e dá para 18 porções.

 

Sopa Keto de Couve-Flor 

Sopa Keto

Esta receita de Sopa Keto de Couve-Flor é também vegan e cheia de sabor. Feita com ervas e especiarias fabulosas, cremosa mesmo sem nenhum queijo ou creme adicionados.

Saudável e nutritiva, esta tigela de sopa é uma refeição reconfortante e perfeita para um jantar rápido a meio da semana.

 

Soufflé Keto de Queijo e Cebolinho

Soufflé Keto

Experimente esta receita de Soufflé Keto de Queijo e Cebolinho para acompanhar o seu pequeno-almoço. São fáceis de fazer, fofos e muito saborosos.

 

Resumindo…

O lifestyle Keto pode ser usado para conseguir a perda de peso consistentemente e controlar o açúcar no sangue, com os consequentes benefícios de saúde.

Felizmente, pode incluir uma grande variedade de alimentos nutritivos, saborosos e versáteis que garantem que permaneça dentro de sua faixa diária de hidratos de carbono (20-50 gr/dia).

 

⚡  Para ficar a conhecer melhor esta dieta alimentar, leia o  nosso artigo Keto: O Guia da Tribo.

⚡Aproveite para conhecer mais receitas desta tribo veja o nosso artigo Receitas Keto.

 

💡 Dica: As ferramentas Clevermeals – Livro De Receitas DigitalPlano Semanal Automático e a Lista de Compras Inteligente foram desenhadas para organizar a sua alimentação. Poupa tempo, reduz o desperdício e a sua carteira e o ambiente agradecem!