Filipa Saraiva @filipamsaraiva

by | Jan 2, 2022 | Lifestyle, Testemunho

#testemunho: Simpática, curiosa, apaixonada por cozinha e alimentação saudável, a Filipa Saraiva é a autora do projeto @filipamsaraiva 😊

⁠Conhece a Filipa e o seu lifestyle plant-based.

 

Qual é a tribo alimentar com que mais te identificas?

Identifico-me com a alimentação vegetariana desde 2015, ano em que deixei completamente de consumir carne e peixe.

O bem estar animal foi a principal razão que me levou a fazer esta mudança, depois de ver alguns documentários que me chocaram e me fizeram pôr em causa o porquê de comer produtos de origem animal.

 

O que é que mais te inspira no lifestyle plant-based?

A diversidade de alimentos que existem! Muitas vezes, as pessoas pensam que não vão ter nada para comer ao virarem vegetarianas, mas na realidade abre-se uma panóplia enorme de novos sabores, texturas e combinações!

O mundo vegetal é tão vasto e versátil que nunca dá para nos cansarmos se estivermos dispostos a experimentar novas receitas e a recriar outras antigas numa versão plant-based.

 

Quais foram os principais desafios na adoção de um lifestyle plant-based?

Diria que o maior desafio de todos foi a aceitação social, tanto da família como de amigos.

No início toda a gente pensa que é “só uma fase” e não dão credibilidade às nossas escolhas. O queijo também foi algo difícil de deixar, mas com o crescente desenvolvimento do setor da alimentação vegetal, cada vez mais começaram a surgir alternativas muito agradáveis.

E com o tempo, acabamos por perceber que “feito em casa” é (quase) sempre melhor, mais saboroso e mais barato!

Digo “quase”, porque há certas coisas que simplesmente não conseguimos recriar exatamente em casa no ponto, mas conseguimos aproximações bastante satisfatórias 😀

Quanto aos prós, uma alimentação vegetariana, com produtos o menos processados possíveis, acaba não só por ser super acessível em termos económicos, como uma opção bastante saudável para a nossa saúde.

Além disso, saber que as minhas ações estão alinhadas com os meus valores traz-me tranquilidade e paz de espírito.

E apesar de no início ter sido um bocado chato a habituação de ler rótulos (para me certificar se determinado produto tinha ou não ingredientes de origem animal), acabou por se tornar um hábito bastante útil, uma vez que me permitiu aprender coisas básicas sobre nutrição e a fazer escolhas mais equilibradas sobre aquilo que coloco dentro do meu corpo.

 

O que recomendarias a quem quer começar um lifestyle plant-based?

Primeiro que tudo, acho essencial encontrar a razão pela qual querem mudar e investigar um pouco sobre o assunto.

Segundo, fazer a transição aos poucos, a um ritmo confortável e sem medos de falhar, porque se acontecer, somos todos humanos e não há mal nenhum nisso.

Ir experimentando alternativas vegetais de laticínios, como leite e iogurtes vegetais também é uma ótima forma de ir mudando alguns comportamentos alimentares que estão enraizados no nosso quotidiano, sem que sintamos uma mudança drástica na nossa vida.

 

O que mudou em ti por causa do lifestyle plant-based?

Acho que me tornei uma pessoa mais consciente e compassiva, não só para com os animais, mas também para com as pessoas.

No início eu era uma revoltada, literalmente! Mas com o tempo, aprendi a ter mais tolerância e compreensão por quem opta por não ter o mesmo tipo de alimentação que eu.

Acho que acima de tudo, o respeito é fundamental! Este estilo de vida também me fez querer ser melhor, não só ao nível da alimentação, como ao nível do consumo em geral.

A minha mentalidade em relação àquilo que preciso para ser feliz e para viver confortavelmente mudou e agora dou mais valor às pequenas coisas.

 

Na Clevermeals acreditamos que nunca houve um momento em que o que comemos dissesse tanto sobre quem somos, sobre o nosso ponto de vista ecológico, ético e até sobre o nosso lifestyle.

Sim, aquilo que comemos revela uma grande parte do que somos. Tal como referi anteriormente, adotar uma nova alimentação fez-me passar a ter uma perspetiva totalmente diferente sobre o mundo, sobre os conceitos que nos são instituídos desde crianças, sobre a diferença entre aquilo que é “legal” e aquilo que é “moral”, entre uma série de outras coisas.

Contudo, acredito que somos mais do que aquilo que comemos.

Já contactei com muitas pessoas cujos valores são semelhantes aos meus, mas cujas dietas são diferentes da minha, apenas porque nunca pensaram muito sobre a origem e os pilares que sustentam todo o sistema alimentar.

Porém, não é por isso que deixam de ser pessoas menos interessantes, genuínas e inspiradoras.

 

O que inspira a tua vida? O que inspirou a tua paixão pela Dança Jazz?

Desde arte e cultura, como filmes, documentários, livros, exposições, espetáculos, viagens… Até às relações humanas.

As pessoas que fazem parte das nossas vidas, de forma constante, acabam por fazer parte de nós e moldam os nossos pensamentos, as nossas ideias, até mesmo as nossas ambições e desejos.

A Natureza, com a sua beleza primitiva, tanto na sua tranquilidade, como na sua força transformadora, também é algo que me fascina e que me inspira constantemente.

Com a minha página no Instagram e também o meu canal no Youtube a minha intenção foi criar um espaço motivacional, onde as pessoas se sentissem inspiradas e informadas para experimentarem uma alimentação vegetariana descomplicada.

Através de partilhas do meu dia-a-dia, o meu objetivo é dar a conhecer o quão prático, acessível e saudável pode ser este estilo de vida.

 

Quais são as 3 coisas que não podem faltar na tua vida?

Amor, saúde e ciência.

 

Se o Planeta pudesse falar, o que nos diria?

Para acordarmos para a realidade e deixarmos de ser egoístas! Para lutarmos todos os dias dentro das nossas possibilidades, com pequenos gestos e mudanças que cumulativamente têm um grande impacto.

Porque se continuarmos a sonhar que é tudo apenas um pesadelo, que não estamos assim tão mal e que é tudo um exagero, vamos esgotar a Terra e os seus recursos e depois não estaremos a fazer mal apenas a outras espécies, mas também a nós mesmos e às futuras gerações.

 

Como devemos descrever a Filipa?

A Filipa é uma apaixonada por cinema, cozinha e criação de conteúdos em torno da alimentação e de uma vida mais equilibrada, tanto física como mental.
Adora viajar e conhecer novas culturas. Adora dançar e passear na Natureza.

É muito curiosa e gosta de estar constantemente a aprender. Mas não descura, por nada, momentos de lazer e bem estar, como ler um livro, ver um filme, praticar desporto, brincar com o Kiko (o seu cão), pausar o dia para uma conversa profunda…

Ambiciona inspirar os outros a fazerem escolhas mais sustentáveis e conscientes, lembrando sempre que para isso não precisamos de abdicar de variedade, intensidade e sabor, tanto na comida, como na vida!

 

Discover Healthy. Get Clever!