#testemunho: Simpática, apaixonada pela vida, não vive sem a família, os amigos e os seus cães, a Marta Ferreira é a autora do projeto @martilicious_food 😊

⁠Conhece a Marta e o seu lifestyle saudável.

Qual é a tribo alimentar com que mais te identificas?

Plant Based (e sem fundamentalismos). Porque apesar de consumir ovos esta é a que vem diretamente da natureza, abrange ser sem refinados e processados, e acima de tudo por ser o que se chama comida de verdade apenas com um twist de temperos.

O que é que mais te inspira na alimentação flexitariana saudável?

A explosão de sabores e de repente um ingrediente que não gostava ser uma agradável surpresa.

Quais foram os principais desafios na adoção de uma alimentação flexitariana? 

Encontrar receitas sem trigo, sem lacticínios, sem refinados e que funcionassem. É fácil fazer qualquer bolo vegan sem ovos mas 90% das vezes ou tem trigo ou tem açucar branco. Encontrar esse equilíbrio sem que no final fosse uma sola de sapato foram longos tempos e ainda (sempre) a aprender. E quando finalmente se passou a falar muito de alimentação saudável e ser quase moda, confundiu-se a sua designação e passou a abranger tudo e a ser ainda mais complicado encontrar equilíbrio. Quem procurar agora esse caminho pode ter o caminho facilitado na compra de ingredientes, mas bastante mais difícil na filtragem da informação que realmente pretende. O bom de tudo isto é que nunca foi tão fácil comer fora de casa!

O que recomendarias a quem quer começar uma alimentação flexitariana?

Primeiro truque, se não o principal: não ter em casa ou na despensa o que não se quer comer! Não adianta ter vários dias de restrições se o pacote de batatas ou bolachas estiver na despensa porque vai acontecer ele ser consumido. Depois é não haver fundamentalismos. O inicio requer algum rigor e aconselho a mapearem as refeições para perceber mas depois é encontrar equilíbrio e ir fazendo aos poucos as substituições. A semana tem 14 refeições principais, tentem que apenas 4 sejam de peixe por exemplo e depois vai reduzindo, ou adaptando pelo caminho. É importante sim retirar inflamatórios de forma gradual, porque vai acontecer a ressaca do açúcar!

O que mudou em ti desde que começaste uma dieta saudável e flexitariana?

De inicio deixei de ter as cólicas que sempre tinha e de acordar agoniada. Passado 1 ano percebi que as enxaquecas tinham acabado e na consulta do dentista houve alterações significativas.
De imediato senti logo mais energia e uma pele mais brilhante.
Hoje passados 7 anos há oscilações mas sei na hora se comer algo fora do que devo porque o corpo ressente-se na hora!
Estive 5 anos sem ficar doente e mesmo assim foi preciso ser mãe para ter 2 constipações! É através da alimentação que vamos conseguir evitar todos os medicamentos e criar um corpo são.

Na Clevermeals acreditamos que nunca houve um momento em que o que comemos dissesse tanto sobre quem somos, sobre o nosso ponto de vista ecológico, ético e até sobre o nosso lifestyle.

É a chamada Nova Era e o regresso a casa! É preciso dar valor a algo que fazemos todos os dias e várias vezes ao dia: comer! Há muita informação, estamos constantemente bombardeados com tudo, é preciso saber onde encontrar o que procuramos e vocês têm ajudado nisso.

O que inspira a tua vida? O que inspirou o projeto Martilicious?

Sou movida a sol, mar e luz! Um pouco como os vegetais sem a parte do mar. Cada vez mais procuro a natureza e nela conseguimos encontrar tufo o que precisamos. Só gostava que não a esgotássemos! A inspiração do projeto foi a minha mudança na alimentação, mas o mérito não é meu. Começou graças à insistência duma grande amiga e na altura era só para partilhar o que fazia e começar a vender granola… nunca imaginei!

Quais são as 3 coisas que não podem faltar na tua vida?

Família (animais incluídos), Sol e Amigos.

Se o Planeta pudesse falar, o que achas que nos diria?

Estão a destruir a vossa casa! Parem, escutem e deixem o tempo fazer o seu caminho de cura.

Como devemos descrever a Marta?

Essa pergunta é sempre melhor quando feita aos outros que nos conhecem, mas vou tentar… A Marta tem 40 anos, uma enorme paixão pela vida, é o verbo agir e adora tarefas impossíveis. Sem nunca imaginar que seria mãe, hoje é uma mãe galinha e muito feliz nesse papel. É um bicho de sol e mar e não vive sem cães na sua vida. Cozinhar é o que a acalma e o exercício o que a equilibra. Incapaz de viver sem os amigos e o seu maior orgulho é a mãe. Formada em artes e design, e depois de 15 anos a organizar eventos decidiu dedicar-se a partilhar com os outros como ter uma alimentação vegetariana e deliciosa. Precisa de ter tudo organizado e arrumado para se sentir em harmonia e normalmente tem uma energia contagiante.

Discover Healthy. Get Clever!