PALEO: O Guia Da Tribo!

#lifestyle: saudável, ético e amigo do planeta 🌎

Na Clevermeals colocamos a nutrição e a tecnologia ao seu dispôr, para suportar um estilo de vida saudável, ético e amigo do planeta. Hoje apresentamos o guia da tribo Paleo, rica em nutrientes e que pode ser especialmente útil para perder peso sem passar fome 🍎

O que é?

A tribo Paleo procura replicar a base alimentar do que homem poderia ter ingerido durante o Paleolítico (aproximadamente 2,5 milhões a 10.000 anos atrás) e que geralmente inclui carnes magras, peixes, frutas, vegetais, nozes e sementes, alimentos que podiam ser obtidos através da caça, pesca e recoleção.

Por ser paleolítica, exclui alimentos que se tornaram comuns apenas com o surgimento da agricultura (aproximadamente à 10.000 anos atrás), como laticínios, legumes e grãos.

Porquê?

A agricultura mudou o que comemos e estabeleceu os laticínios, grãos e legumes como alimentos básicos da dieta humana moderna. Esta mudança proporcionalmente rápida na dieta humana (apenas 10.000 anos) pode ser superior à capacidade de adaptação do corpo humano a esta nova base alimentar. Acredita-se que essa incompatibilidade possa ser um fator para a prevalência de obesidade, diabetes e doenças cardíacas da actualidade.

A tribo Paleo tem como objetivo retomar uma forma de alimentação mais próxima da que os primeiros humanos comiam e que suportou a vida humana durante mais de 2 milhões de anos. O raciocínio Paleo é que o corpo humano é geneticamente incompatível com a dieta moderna que surgiu com a agricultura moderna, em particular a agricultura industrial.

Embora seja impossível saber exatamente o que os humanos paleolíticos comiam em diferentes partes do mundo, a ciência demostra que os humanos paleolíticos prosperaram com uma variedade de dietas, dependendo do que estava disponível na época do ano e na região onde viviam.

Seguindo uma dieta totalmente baseada em alimentos integrais e levando uma vida fisicamente ativa, os caçadores-recoletores presumivelmente tinham taxas muito mais baixas de doenças relacionadas com o estilo de vida moderno, como obesidade, diabetes e doenças cardíacas.

O que comer?

Baseie a maioria de suas refeições nestes alimentos:

Carne: carne de vaca, porco, borrego, frango, peru ou outras.

Peixes e mariscos: salmão, truta, cavala, camarão ou outros.

Ovos: de preferência orgânicos.

Vegetais: brócolos, couve, pimento, cebola, cenoura ou tomate, de preferência orgânicos.

Frutas da Estação: maçãs, bananas, laranjas, peras, abacates, morangos, mirtilos ou outros.

Tubérculos: batata, batata-doce, inhame, nabo, etc.

Nozes e sementes: amêndoas, nozes, sementes de linhaça, sementes de abóbora, sementes de chia, etc.

Óleos saudáveis: azeite extra virgem, óleo de coco e óleo de abacate.

Condimentos: pode usar sal, pimenta e abusar de várias ervas e especiarias saudáveis.

Bebidas: prefira a água, naturalmente, assim como chá, café ou mesmo vinho tinto pelos seus nutrientes e antioxidantes.

Mesmo num restaurante é relativamente fácil tornar um menu Paleo: opte por peixe ou carne como ingrediente principal e troque arroz ou batatas por uma dose extra de vegetais!

O que evitar?

Reduza ou de preferência elimine mesmo estes alimentos:

Alimentos açucarados: refrigerantes, sumos de fruta, smoothies, gelados e doces em geral.

Cereais: Inclui pães e massas, trigo, espelta, centeio, cevada, etc.

Leguminosas: como ervilhas, feijão, lentilhas, grão, etc.

Lacticínios: ou seja, leite, queijo e derivados.

Óleos refinados: incluindo soja, girassol, milho e outros.

Gorduras transaturadas: encontradas nas margarinas e produtos processados.

Adoçantes artificiais: como sacarina, aspartame ou outros. Troque por adoçantes naturais com a stevia.

Alimentos processados: especialmente as versões “diet” ou “low-fat” que contêm mais aditivos

Em caso de dúvida, lembre-se: se vem de uma fábrica e não da natureza, não é Paleo!

Resumindo…

Nos últimos anos, a comunidade Paleo evoluiu bastante e existem várias versões Paleo que permitem alguns alimentos modernos que a ciência sugere serem saudáveis, como por exemplo alguns cereais sem sem glúten, como o arroz.

Muitas pessoas usam o modelo Paleo como uma base para a sua dieta e não como um conjunto restrito de regras a seguir, como por exemplo o método 85/15 em que 15% das calorias consumidas podem vir de produtos não Paleo, sem prejuízo dos benefícios de saúde.

Tal como a tribo Keto, a tribo Paleo promove uma alimentação baixa em hidratos de carbono, com os decorrentes potenciais efeitos positivos na saúde e na perda de peso.

Registe-se já em Clevermeals.co para ter acessos aos melhores conteúdos de nutrição e às ferramentas que vão simplificar o seu dia a dia e tornar o seu estilo de vida saudável, fácil e agradável 💚

💡 A Clevermeals recomenda consultar um profissional médico ou de nutrição antes de iniciar qualquer programa alimentar.

#clevermeals
@clevermeals.co
www.clevermeals.co
Discover Healthy. Get Clever!